TDRI

Teste de Desenvolvimento do Raciocínio Indutivo

Hudson F. Golino; Cristiano Mauro A. Gomes
Ocultar subprodutos

Material restrito à psicólogos

 

Descrição

Jean Piaget foi um dos pesquisadores mais importantes do século XX. Considerando isso, o TDRI foi construído como uma medida mais robusta para avaliar o desenvolvimento do raciocínio indutivo (indicador da inteligência fluida), retomando a ideia de estágios do desenvolvimento para o profissional.

O TDRI permite a avaliação da inteligência fluida por meio de sete estágios do desenvolvimento, baseado em teorias neopiagetianas, identificando o nível em que o examinando se encontra.

 

Principais vantagens:

  • Permite a avaliação da inteligência fluida por meio do nível do raciocínio indutivo do examinando;
  • Pode auxiliar no planejamento de intervenções cognitivas e em procedimentos de follow-up;
  • Possibilita identificar altos níveis de rendimento.

 

Público-Alvo

O instrumento é destinado a avaliar crianças, adolescentes, adultos e idosos, em uma ampla faixa etária dos 5 aos 89 anos de idade. 

 

Contexto

Deve ser aplicado por profissionais psicólogos e neuropsicólogos que atuam no contexto clínico, organizacional e educacional.

 

Aplicação

Sua aplicação pode ser feita de forma individual ou coletiva e não há limites de tempo, porém costuma durar em média 1 hora e 30 minutos. Deve ser realizada inteiramente no mesmo dia, não sendo possível efetuar pausas.

É necessário ter em mãos o caderno de aplicação, papéis extras, caneta, lápis e borracha.

 

Imagens do material

 

 

Normatização

Foi aplicada em uma amostra de conveniência composta por 1.942 brasileiros (53,52% do sexo feminino) com idades variando entre 5 e 86 anos (M = 18,13; DP = 14,03). Os participantes são oriundos de Belo Horizonte (MG), Divinópolis (MG) e Vitória da Conquista (BA). 

 

Artigo Relacionado

 

Validando estágios de desenvolvimento do raciocínio indutivo

Link: https://mla.bs/0d31d70a

 

 

Autores

 

Hudson F. Golino

Professor Assistente de Métodos Quantitativos no Departamento de Psicologia, Universidade da Virgínia. Professor do Mestrado e Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Salgado de Oliveira. Doutor em Neurociências pela UFMG com período sanduíche no Instituto de Ciências Nucleares da Universidad Nacional Autonoma de Mexico (UNAM) na área de Data Mining. Vem atuando no desenvolvimento e implementação de métodos quantitativos e computacionais de investigação em psicologia, educação e saúde.

 

Cristiano Mauro A. Gomes

Psicólogo, Doutor em Educação, Pós-Doutor em Psicologia da Educação. Coordenador do Laboratório de Investigação da Arquitetura Cognitiva (LAICO). Professor do Departamento de Psicologia, do Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Cognição e Comportamento e do Programa de Pós-Graduação em Neurociências da Universidade Federal de Minas Gerais.