X fechar
Deseja falar com um de nossos atendentes?

Competências Cognitivas para Alta Liderança e HUMOR-IJ

Competências Cognitivas para Alta Liderança e HUMOR-IJ

Makilim Nunes Baptista, Lisandra Borges, Nelson Hauck-Filho
Ocultar subprodutos

Descrição:

O HUMOR-IJ é uma bateria de escalas projetada para avaliar sintomas internalizantes em crianças e adolescentes, compreendendo seis escalas independentes: depressão, desamparo, solidão/isolamento social, autoconceito, autoconceito escolar e autoeficácia. Desenvolvida ao longo de vários anos com rigor científico, oferece uma ferramenta robusta para a identificação e compreensão de problemas emocionais nesta faixa etária.

A HUMOR-IJ ainda pode ser considerada como um conjunto de medidas com extrema versatilidade, apesar de o nome direcionar para avaliação de indicadores de depressão. Na verdade, os indicadores presentes na bateria podem ser investigados isoladamente em diversos contextos e situações. Os profissionais de Psicologia clínica, por exemplo, podem usar a bateria toda em casos de hipótese diagnóstica de algum transtorno depressivo ou simplesmente escolher algumas medidas isoladas para a avaliação clínica, tanto na Psicologia tradicional como dentro da visão positiva da Psicologia. Assim, um psicólogo clínico com uma visão mais positiva pode querer avaliar o autoconceito de um jovem para saber suas potencialidades, enquanto outro clínico, trabalhando com um jovem em situação de vulnerabilidade e percebendo uma visão negativa de si mesmo (do cliente), deseja avaliar o autoconceito para vislumbrar possibilidades de intervenção.

Público-Alvo:

Destinado a crianças e adolescentes de 8 a 19 anos de ambos os sexos, o HUMOR-IJ é ideal para profissionais da psicologia e da saúde mental que trabalham com jovens em diversos contextos.

 

Contexto e Aplicação:

A aplicação do HUMOR-IJ pode ser feita individualmente ou em grupo, com duração de 3 a 10 minutos por escala. O instrumento é útil em contextos clínicos, escolares, jurídicos, esportivos, entre outros, proporcionando uma avaliação abrangente dos sintomas internalizantes e suas relações com diferentes aspectos da vida dos jovens.

 

Correção Informatizada:

A correção das escalas é feita digitalmente através da plataforma Hogrefe Testsystem (HTS), que oferece relatórios quantitativos e qualitativos detalhados.

 

Material:

Inclui um manual técnico, folhas de resposta para cada escala, e acesso à plataforma HTS para correção informatizada.

 

Normatização:

A bateria foi normatizada com uma amostra diversificada de mais de 2.300 jovens, abrangendo diferentes contextos como escolas, CAPS-II, abrigos, e clínicas, garantindo a representatividade e a precisão das medidas.

Autores:

Makilim Nunes Baptista

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Sao Judas Tadeu (1995), mestrado em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1997), doutorado pelo departamento de Psiquiatria e Psicologia Médica da Universidade Federal de São Paulo (2001), e pós-doutoramento pela Universidade do Algarve (Portugal, 2022). Possui experiência clínica de mais de 25 anos em atendimento em psicoterapia Cognitiva-Comportamental. Atualmente é docente do Programa de Pós-Graduação Stricto-Sensu em Psicologia Pontifícia universidade Católica de Campinas (PUCCampinas); Presidente do Instituto Brasileiro de Avaliação Psicológica - IBAP (2019-2021); Membro do Grupo de Trabalho de Família da União Latino-Americana de Entidades de Psicologia (ULAPSI); Membro del Red Mundial Suicidólogos. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Avaliação Psicológica, Tratamento e Prevenção Psicológica, atuando principalmente nos seguintes temas: depressão, suporte familiar, suicídio.

Lisandra Borges

Doutora em Psicologia, com ênfase em Avaliação Psicológica pela Universidade São Francisco (USF). Vinte anos de experiência como profissional em moradia assistida para autistas severos (Clínica Fenix). Assessora, professora e responsável técnica pelo Serviço Escola de Psicologia da USF. Professora nos cursos de pós-graduação lato sensu em Avaliação Psicológica e Neuropsicologia do IPOG e do Child Behavior Institute (CBI of Miami). Parecerista ad hoc do Sistema de Avaliação de Testes Psicológicos do CFP (SATEPSI).

Nelson Hauck-Filho

É professor do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia da Universidade São Francisco - Campinas (CAPES 7). Atuou como coordenador do Programa de 2022 a 2024. Cursou a graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e o mestrado e o doutorado em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Desenvolve estudos sobre o desenvolvimento socioemocional em atletas de esportes de endurance e sobre o controle de estilos de resposta na avaliação via autorrelato de traços de personalidade e sintomas de transtornos mentais. Interesses de pesquisa incluem também psicopatia, transtornos da personalidade, depressão e competências socioemocionais em geral. Atua como Editor Associado no journal Psychological Test Adaptation and Development e foi Editor-chefe da Revista Avaliação Psicológica (2015-2022) e Editor Consultivo no journal Psychological Assessment (2016-2020). Foi presidente da Associação Brasileira de Editores Científicos em Psicologia (ABECiPsi; 2020-2023).